Arquivo mensal: outubro 2012

Check-in (ou Como deixar sua manhã mais divertida)

21h30 – Saindo da casa do cunhado.

22h – Vendo jogo do São Paulo, pela TV.

00h – Indo para cama e colocando o despertador para tocar mais cedo, pois quinta-feira é dia de ir de ônibus.

5h – Acordando – aquela mesma vontade de xingar de sempre.

5h10 – Tomando banho, escovando os dentes e mirando o ralo pra fazer o xixi matinal.

5h20 – Penteando o cabelo.

5h22 – Procurando a carteira pela casa.

5h24 – Procurando a carteira pela casa – os primeiros palavrões passando pela cabeça.

5h26 – Descendo o elevador, para procurar a carteira no carro – falando muitos palavrões.

5h29 – Subindo elevador, para saber se a esposa (ainda dormindo) sabe onde está o que procuro – inventando novos palavrões.

5h32 – Percebendo que esqueci a carteira no cunhado – gritando histericamente outros novos palavrões.

5h33 – Pegando o bilhete único da esposa.

5h38 – Entrando no ônibus, pensando o que vou comer durante o dia – xingando todas as pessoas que conheço.

5h48 – Descobrindo que a chave do carro ficou no meu bolso, lembrando que a esposa iria de carro – xingando todo mundo que não conheço.

5h53 – Entrando no ônibus de volta pra casa – xingando todos aqueles que ainda irão nascer.

5h58 – Mandando mensagem para esposa, no ônibus, dizendo que estou voltando pra casa – lembrando da música do Lulu Santos.

6h – Me esquecendo de dar sinal para o ônibus parar em frente de casa – pensando em suicídio.

6h03 – Descendo um ponto depois de casa, o final, no Terminal Capelinha.

6h06 – Terminando de subir as infindáveis rampas do Terminal, voltando a pé para casa.

6h15 – Chegando em casa.

6h16 – Devolvendo o bilhete único para esposa.

6h21 – Indo de carro para o trabalho, sem carteira, para não atrasar. E deixando a esposa na mão.

6h22 – Tomando a decisão de esfaquear quem me desejar bom dia.

Anúncios