Arquivo mensal: julho 2017

O que aconteceu com o Cinema Franco

É, de 2012 pra cá, atualizar isso aqui ficou cada vez mais difícil (perdi meus últimos textos escritos de 2013 pra cá – mas não eram muitos). Poderia culpar o nascimento do segundo filho, nascido em março cinco anos atrás. Poderia culpar a faculdade que faço desde 2011 (teve uma pausa aí, retomei no ano passado), alguns roteiros que venho escrevendo, a família, os amigos, vish!, tem muita coisa pra culpar. Mas seria ligeiramente injusto, pois não é raro eu ficar assistindo filmes e/ou séries até depois da meia-noite, tempo que poderia ser facilmente convertido em textos. Durante o resto do dia, ou estou trabalhando, ou estou na faculdade, ou estou fazendo trabalho de faculdade, ou estou com a família (se tirar o tempo que estão dormindo, certamente é onde passo menos tempo). Mas não seria muita covardia dizer que a soma disso tudo seja parte do motivo de ter “abandonado” (aspas muito necessárias) o blog. Apenas parte, porque no fundo, ando meio desanimado com isso aqui, duvidando, inclusive, de haver razão alguma pra mantê-lo, mas continuo esperançoso – tanto que continuo pagando o domínio “.com.br”, pra algum momento ressuscitá-lo.  Um dia quem sabe, volto, com novo visual, talvez no domínio antigo (.com.br), talvez escrevendo algo relevante (duvido muito). Bom é isso. Meio rapidinho, sem capricho, sem parágrafo, sem tempo, mas é isso. Abraço. Volto qualquer dia.