Arquivo da categoria: Oscar

Oscar 2011 – Meus Palpites

Bom, hoje é praticamente o dia mundial do cinéfilo. Na verdade, é o dia em que mais da metade do mundo se sente como tal – eu sou um destes. Lembro que, mesmo antes de levar o cinema um pouco mais a sério, ainda bem novo, assistia às cerimônias junto com meu pai e ficava chutando quem iria ganhar, enquanto apresentavam os indicados. Isso mesmo, sem nem mesmo conhecer muitos daqueles. Atualmente, não mudou muito. Só posso dizer que, de 10 anos pra cá, costumo ter visto algo próximo da metade (para cima ou para baixo) dos indicados quando esta data chega.

(Não vou cair aqui naquele discurso chato de gente alternativa que acha o Oscar injusto, máfia, farsa etc. Porque, independente disso ser verdade, é a premiação mais importante do cinema.)

Abaixo, mesclando alguns pelos quais eu torço, zebras e outros simplesmente porque achei a sinopse bem interessante (vulgo chute na sua forma mais pura), seguem meus palpites:

Filme
A Rede Social

Ator
Javier Bardem por Biutiful

Atriz
Natalie Portman por Cisne Negro

Ator Coadjuvante
Christian Bale por O Vencedor

Atriz Coadjuvante
Helena Bonham Carter

Diretor
Tom Hooper por O Discurso do Rei

Roteiro Original
O Discurso do Rei

Roteiro Adaptado
A Rede Social

Animação
Toy Story 3

Filme Estrangeiro
Dente Canino (Grécia)

Fotografia
O Discurso do Rei

Edição
A Rede Social

Direção de Arte
O Discurso do Rei

Figurino
O Discurso do Rei

Maquiagem
O Lobisomem

Trilha Sonora
127 Horas de A.R. Rahman

Canção
127 Horas (2010) de A.R. Rahman, por Dido(“If I Rise”)

Mixagem
Tron: O Legado

Edição de Som
A Origem

Efeitos Visuais
A Origem

Obs.: Ignorei aquelas categorias onde o meu chute seria muito absurdo, sem conhecimento algum do longa ou curta.

É isso. Volto mais tarde, no Twitter, para lamentar ou comemorar meus chutes.

Abraço.

Anúncios

Olha Isso: Cartaz Resume Curiosidades do Oscar

“Everything you wanted to know about The OSCARS”. A LocateTV colocou em seu blog um cartaz com algumas curiosidades interessantes para aqueles que gostam desta festa – que está com sua edição 2010 agendada para próximo domingo, dia 7 de março. O que recebeu mais prêmios, a mais velha, maior discurso etc. Veja abaixo (em inglês).

Everything you wanted to know about the Oscars (infographic)
Source: LocateTV

Fonte: /Film

De olho no Oscar: Candidatos a Melhor Canção

Centenas de sites divulgaram na noite de ontem as 63 canções semi-finalistas ao Oscar de Melhor Canção Original em 2010.  Mas até agora não vi ninguém divulgar quem são os executores destas canções (em inglês soa bem melhor, performers). Para que ficar sabendo disso? Pra ter uma idéia de quem poderá fazer os números musicais na festa da Academia em 07 de Março do ano que vem. Seria lindo ver Sacha Baron Cohen, Bono Vox, Sting, Slash, Snoop Dogg, Elton John e Chris Martin juntos, cantando “…Ich bin Brüno dove of peace…”.

Mas saber tudo isso também é bom para nos prepararmos para um possível novo Jorge Drexler. Para quem não conhece ou não se lembra, Drexler concorria ao prêmio de Melhor Canção Original em 2005 pelo tema do filme “Diários de Motocicleta”, do diretor brasileiro Walter Salles, “Al Otro Lado Del Rio”, mas foi substituído por Antonio Bandeiras e pelo guitarrista mexicano Carlos Santana na execução da música durante a festa por ser totalmente desconhecido do público americano. Para o azar dos organizadores, Drexler levou o prêmio, e seu discurso comoveu e constrangeu a todos, como você pode ver no vídeo ao final deste post.

Este ano a história pode se repetir, entre outras, com a lindíssima canção “Innocent Child” do filme “Skin”, que por aqui foi exibido apenas no Festival Internacional do Rio de Janeiro em 2008 com o título “Pele”. Veja um clipe do filme com a música cantada por Miriam Stockleyde.

Dito tudo isto, segue abaixo a lista das canções concorrentes e seus respectivos performers, que você encontra só aqui, com exceção de duas músicas, cuja informação não está disponível na rede:

“All Is Love” from “Where the Wild Things Are” – Karen O And The Kids
“Almost Over You” from “My One and Only” –  Dillon O’ Brian & Howard Herrick
“Almost There” from “The Princess and the Frog” – Anika Noni Rose
“AyAyAyAy” from “The Maid” – Pedro Piedra Does
“Back to Tennessee” from “Hannah Montana The Movie” – Billy Ray Cyrus
“Being Bad” from “Duplicity” – Shana Halligan & Kiran Shahani
“Blanco” from “Fast & Furious 4” – Pitbull feat. Pharrell
“Brothers in Arms” from “Brothers at War” – John Ondrasik (Five for Fighting)
“Butterfly Fly Away” from “Hannah Montana – The Movie” – Miley Cyrus & Billy Ray Cyrus
“Cinema Italiano” from “Nine” – Kate Hudson
“Colorblind” from “Invictus” – Overtone
“Depression Era” from “That Evening Sun” – Patterson Hood
“Don’t Walk Away” from “Hannah Montana – The Movie” – Miley Cyrus
“Dove of Peace” from “Brüno” – Sacha Baron Cohen, Bono Vox, Sting, Slash, Snoop Dogg, Elton John & Chris Martin
“Down in New Orleans” from “The Princess and the Frog” – Randy Newman and the Dirty Dozen Brass Band
“Fly Farm Blues” from “It Might Get Loud” – Jack White
“Forget Me” from “I Love You, Beth Cooper” – Eleni Mandell
“God Bless Us Everyone” from “Disney’s A Christmas Carol” – Andrea Bocelli
“Here” from “Shrink” – Jackson Browne
“Hideaway” from “Where the Wild Things Are” – Karen O And The Kids
“Hoedown Throwdown” from “Hannah Montana – The Movie” – Miley Cyrus
“I Bring What I Love” from “Youssou N’Dour: I Bring What I Love” – Youssou N’Dour
“I See You” from “Avatar” – Leona Lewis
“(I Want to) Come Home” from “Everybody’s Fine” – Paul McCartney
“If You’re Wondering” from “The Lightkeepers” – Zana Mesihovic
“Impossible Fantasy” from “Adventures of Power” – Miranda Lee Richards and Ethan Gold
“Innocent Child” from “Skin” –  Miriam Stockley
“Invictus 9,000 Days” from “Invictus” – Overtone with Yollandi Nortjie
“Legendary” from “Tyson” – Nas
“Let Freedom Reign” from “Skin” – Hélène Muddiman
“Loin de Paname” from “Paris 36” – Nora Arnezeder
“Ma Belle Evangeline” from “The Princess and the Frog” – Jim Cummings
“My One and Only” from “My One and Only” – Holly Palmer & Dillon O’ Brian
“Na Na” from “Couples Retreat” – A.R. Rahman, Vivian Chaix, A R Ameen, Clinton & Dominic
“Never Knew I Needed” from “The Princess and the Frog” – Ne-Yo
“New Divide” from “Transformers: Revenge of the Fallen” – Linkin Park
“New Jersey Nights” from “Adventures of Power” – B. Original
“New York Is Where I Live” from “Did You Hear about the Morgans?” – Steve Tyrell
“No Time for Love” from “Simon & Malou” – Fallulah
“One Day” from “Post Grad” – Jack Savoretti
“Only You” from “The Young Victoria” – Sinéad O’Connor
“Other Father Song” from “Coraline” – They Might Be Giants
“Petey’s Song” from “Fantastic Mr. Fox” – Jarvis Cocker
“Ponyo on the Cliff by the Sea” from “Ponyo” – Fujioka Fujimaki & Nozomi Ohashi
“Possibility” from “The Twilight Saga: New Moon” – Lykke Li
“Raining Sunshine” from “Cloudy with a Chance of Meatballs” – Miranda Cosgrove
“Running Out of Empty (Make Ourselves at Home)” from “Lymelife” – The Spaceship Martini
“Smoke without Fire” from “An Education” – Duffy
“Somebody Else” from “Crazy Heart” – Jeff Bridges
“Stu’s Song” from “The Hangover” – Ed Helms
“Take It All” from “Nine” – Marion Cotillard
“Through the Trees” from “Jennifer’s Body” – Low Shoulder
“Trust Me” from “The Informant!” – Steve Tyrell
“Un Bouquet des Violettes” from “New York, I Love You” – ?
“We Are the Children of the World” from “The Imaginarium of Doctor Parnassus” – Terry Gilliam
“We Love Violence” from “The Imaginarium of Doctor Parnassus” – ?
“The Weary Kind (Theme from Crazy Heart)” from “Crazy Heart” – Ryan Bingham
“When You Find Me” from “Adam” – Joshua Radin
“Winter” from “Brothers” – U2
“The Word Is Love” from “Oy Vey! My Son Is Gay!” – Lulu
“You Got Me Wrapped around Your Little Finger” from “An Education” – Beth Rowley
“You’ll Always Find Your Way Back Home” from “Hannah Montana – The Movie” – Hannah Montana
“You’ve Been a Friend to Me” from “Old Dogs” – Bryan Adams

Jorge Drexler, no Oscar 2005.

Wesley Modro

Novos Cartazes de Nine

Foram divulgados quatro cartazes do musical “Nine“, dirigido por Rob Marshall (“Chicago”) e escrito por Anthony Minghella (“Cold Mountain”) e o desconhecido Michael Tolkin. A propósito, este é o último filme escrito por Minghella, morto em março do ano passado.

O longa, que chega aos cinemas brasileiros no dia 15 de janeiro de 2010, mostra um famoso diretor tentando harmonizar vida profissional e as mulheres que cercam sua vida, entre elas, suas amantes, esposa, mãe, agente e sua musa. Um dos destaques do musical é o grande elenco, que conta com Daniel Day-Lewis, Nicole Kidman, Penélope Cruz e Sophia Loren entre outros.

Abaixo, os belos cartazes.




Fonte: IMDB e Chongweikk’s Flickr

De olho no Oscar: Crazy Heart

Em setembro postei aqui alguns detalhes e imagens do musical “Nine“, de Rob Marshall, que possui boa parte dos ingredientes para não só concorrer, mas também abocanhar alguns Oscars. E nesta semana foi divulgado o trailer de “Crazy Heart“, outro possível nome na festa da Academia, do estreante diretor Scott Cooper e estrelado pelo boa-praça Jeff Bridges.

A produção, menos pomposa que a de Marshall, pode não chamar tanta atenção como aquela, mas apresenta alguns elementos que sempre são muito bem vistos pela Academia: um ótimo ator, com quatro indicações na carreira, que nem sempre está sob os holofotes, com uma tocante interpretação – isso é possível notar no trailer abaixo – e uma trama envolvendo redenção.

Com estes pontos positivos, mais uma campanha de marketing em cima da atuação de Bridges (isso é notável no próprio trailer abaixo), não será difícil o longa aparecer na lista dos concorrentes que será divulgada no próximo dia 2 de fevereiro. E não é exagero afirmar que “Crazy Heart” pode aparecer até na categoria principal, já que teremos dez indicados a Melhor Filme, e não cinco como foi até a última edição.

Lembrando bastante o enredo de “O Lutador“, que fez ressurgir a carreira do ator Mickey Rourke, o filme conta a história de Bad Blake (Bridges), um fracassado cantor de música country, com inúmeros divórcios no currículo que sobrevive se apresentando em bares. O músico, então, conhece Jean (Maggie Gyllenhaal), uma jornalista que descobre o homem por trás daquelas canções.

A premiação acontece no dia 7 de março e será apresentada de uma maneira inédita, com dois apresentadores, Steve Martin, velho conhecido da Academia, e Alec Baldwin, estreando no palco do teatro Kodak, em Los Angeles.

Fonte: IMDB

Anunciados os 10 filmes brasileiros que disputarão uma vaga no Oscar

O Ministério da Cultura anunciou nesta sexta, dia 4, a lista de dez filmes que concorrerão a uma vaga na próxima festa da Academia. Dos 108 filmes nacionais exibidos neste ano, dez se apresentaram – de novatos a veteranos, dos desconhecidos aos famosos. Entre os conhecidos, Selton Mello vê sua estreia na direção tentando representar o Brasil ano que vem. Mello também está envolvido em outra produção que está na corrida; desta vez como ator, no drama “Jean Charles”. Matheus Nachtergaele, outro bom ator brasileiro, tentando a sorte na direção, pode disputar com “A Festa da Menina Morta”. Recentemente em cartaz nos cinemas nacionais, “O Contador de Histórias” também concorre. “Menino da Porteira”, com o cantor Daniel é outro nome na lista.

Uma comissão especial, que já está assistindo aos filmes, se reunirá no próximo dia 18 para escolher quem, dentre estes, ficará com a vaga para tentar figurar entre os indicados a Melhor Filme Estrangeiro na festa que acontece dia 7 de março. Abaixo, os dez nomes divulgados no site do Minc.

“Jean Charles”, de Henrique Goldman
“Feliz Natal”, de Selton Mello, com Leonardo Medeiros
“A Festa da Menina Morta”, de Matheus Nachtergaele, com Daniel de Oliveira e Jackson Antunes
“O Contador de Histórias”, de Luiz Villaça
“Besouro”
“Síndrome de Pinocchio – Refluxo”
“O Menino da Porteira”, com Daniel
“Se Nada Mais Der Certo”, de José Eduardo Belmonte, com João Miguel e Cauã ReymondLeal
“Budapeste”, de Walter Carvalho
“Salve Geral”, de Sérgio Rezende, com Andréa Beltrão

De olho no Oscar: Nine, de Rob Marshall

Lewis_Nine
Checklist:

Rob Marshall – indicado ao Oscar de Melhor Diretor por “Chicago” em 2002
Daniel Day-Lewis – duas estatuetas na estante (“Sangue Negro” e “Meu Pé Esquerdo”)
Marion Cotillard – ficou com o prêmio de Melhor Atriz no ano passado (“Piaf – Um Hino ao Amor”)
Nicole Kidman – mesma estatueta pelo drama “As Horas”
Penélope Cruz – venceu como Melhor Atriz Coadjuvante, “Vicky Cristina Barcelona”
Judi Dench – também Melhor Atriz Coadjuvante por “Shakespeare Apaixonado”

Para completar a imensa e oscarizada lista, dois ícones do cinema: a atriz Sophia Loren (também vencedora do prêmio em 1960) e o grande Federico Fellini (12 indicações).

Estes são os nomes envolvidos em “Nine“, novo musical do diretor de “Chicago”, com estreia marcada para 25 de novembro nos EUA. Inspirado no clássico de Fellini “8 1/2”, fita semi-autobiográfica do cineasta italiano, o longa dificilmente ficará de fora da próxima cerimônia da Academia – a lista acima ajuda a teoria.

Day-Lewis é Guido Contini, diretor de cinema de meia-idade que tenta terminar seu último filme. Pra isto, precisa harmonizar vida profissional e pessoal, enfrentando os difíceis relacionamentos com as mulheres que convive, da amante (Penélope), passando pela estrela de seu filme (Nicole) até a mãe, interpretada por Sophia.

A presença na festa do Oscar do próximo ano é quase certa não só pelo grande elenco e direção, mas também por outros fatores. A começar pela data de lançamento, 25 de novembro. Sendo este dia a estreia, a fita não corre o risco de ser esquecida pelos votantes na hora de escolher dos indicados. Outro ponto: é um musical. Dificilmente, grandes musicais ficam fora desta premiação – sem citar os clássicos, temos o próprio “Chicago” de Marshall, vencedor do principal prêmio, e o belíssimo “Moulin Rouge”, indicado para Melhor Filme. Reviver uma história já contada por um dos grandes nomes do cinema mundial também pode ser um fator determinante – acredito que até o fato de ser semi-autobiográfico poderá ajudar.

Em resumo, só um tremendo fracasso, ou um baita azar, pra tirar este filme da lista final de 10 indicados que será divulgada no início de fevereiro. É uma pena que a estreia em terras brasileiras esteja agendada para ano que vem, em janeiro. Clique aqui para assistir ao trailer.

Nine

Uma pergunta que não quer calar: Que raios Stacy Ferguson (isto mesmo, a Fergie) está fazendo no meio disto tudo? Sim, ela está no elenco. Não coloquei na lista no início, só por questão de respeito.

Atualização: Um importante detalhe: o filme é baseado na peça homônima de 1982, que venceu cinco Tony Awards, incluindo melhor musical, e esta peça é inspirada no clássico de Fellini. (/Film)